Carregando... Aguarde...
  • Imagem 1

O Duelo - Kleist

R$ 23,90
SKU: 9788561578824
Qtd
    Simule seu frete Calcular
    Compartilhe

    Em fins do século XIV, o duque Wilhelm von Breysach é assassinado em uma emboscada. Antes de morrer, reconhece o filho como herdeiro do título, em detrimento do irmão, o conde Jacob Barba-Ruiva. Acusado do assassinato, o conde se defende dizendo que, na noite do crime, ele estava com Wittib Littegarde von Auerstein que, mesmo negando o encontro é expulsa do castelo da família. Ela pede abrigo ao nobre Friedrich von Trotta, a quem estima. Pela honra de sua amada Littegarde, Friedrich desafia o conde Jacob para um duelo de morte. O resultado exprimirá a verdade e a vontade de Deus. Honra, busca pela justiça, trapaça e cobiça, cavaleiros em armaduras pesadas empunhando espadas são alguns dos elementos que se entrelaçam nesta fábula. Uma das poucas novelas escritas pelo mestre da dramaturgia, O duelo foi considerada por Thomas Mann como uma das grandes obras da literatura alemã. Uma mulher virtuosa difamada por um nobre foi um tema que fascinou Heinrich von Kleist: as pessoas, por vezes, parecem ser punidas por sua inocência. Esta edição contém, ao final, um texto de Otto Maria Carpeaux sobre Heinrich Von Kleist. O trecho integra o livro A história concisa da literatura alemã (Faro Editorial).

     

    Este produto não recebeu nenhum comentário até agora. Seja o primeiro e enviar um comentário para este produto!

    Escreva seu próprio comentário para o produto

    HEINRICH VON KLEIST nasceu em 1777 em Frankfurt. Filho, neto e bisneto de generais prussianos, ingressa no exército em 1792, aos 15 anos. Participa da campanha contra os franceses e em1799, já com a patente de tenente, se desliga das forças armadas. Chega a cursar alguns meses a universidade e tem contato com os trabalhos de Kant e Fichte, que lhe marcariam a visão de mundo, mas logo abandona os estudos e se muda para Berlim em 1800, não se estabelecendo por lá. Keist foi um nômade, morando em diversas cidades da Europa e mantendo-se com empregos temporários enquanto escrevia peças teatrais e histórias como Pentesileia, A Marquesa de O..., Michael Kohlhaas e O Terremoto no Chile. Em 1807, Kleist é mantido prisioneiro por seis meses na França. Saindo da prisão, vai para Desden onde, com Adam Heinrich Müller, lança a revista literária Phöbus em janeiro de 1808. Em 1810 publica seu primeiro de contos. Em novembro de 1811, aos 34 anos, cumpre o pacto com a amiga Adolphine Henriette Vogel, que estava muito doente, e suicida-se após matá-la às margens do rio Wannsee.

    Assine nossa Newsletter

    Ver Carrinho Realizar Pagamento