Carregando... Aguarde...
  • Imagem 1

Michael Kohlhass

R$ 23,90
SKU: 9788561578374
Qtd
    Simule seu frete Calcular
    Compartilhe

    Michael Kohlhaas é um comerciante de cavalos do século XVI que vive de acordo com rígidos princípios éticos na região onde viria a ser a Alemanha. Em viagem de negócios, um nobre exige-lhe um tributo arbitrário para que atravesse suas terras e também que deixe em garantia dois cavalos negros. Kohlhaas concorda a contragosto e encarrega um empregado seu para tomar conta dos cavalos até sua volta. Quando regressa, após descobrir que a cobrança era ilegal, o empregado havia sido quase morto e seus cavalos estavam irreconhecíveis de tão mal tratados. Contra a injustiça que lhe é cometida, Kohlhaas busca reparação. O homem honrado forçado a tomar a lei em suas próprias mãos se torna um líder incendiário. Baseada em fatos históricos, esta saga emocionante de violência e de vingança faz a ponte entre a literatura medieval e moderna, e fala tão profundamente ao espírito contemporâneo, que tem sido a base de inúmeras peças, filmes e romances. É reconhecida como um das obras-primas da literatura alemã.

    Este produto não recebeu nenhum comentário até agora. Seja o primeiro e enviar um comentário para este produto!

    Escreva seu próprio comentário para o produto

    Heinrich Von Kleist nasceu em 1777 em Frankfurt. Filho, neto e bisneto de generais prussianos, ingressa no exército em 1792, aos 15 anos. Participa da campanha contra os franceses e em1799, já com a patente de tenente, se desliga das forças armadas. Chega a cursar alguns meses a universidade e tem contato com os trabalhos de Kant e Fichte, que lhe marcariam a visão de mundo, mas logo abandona os estudos e se muda para Berlim em 1800, não se estabelecendo por lá. Keist foi um nômade, morando em diversas cidades da Europa e mantendo-se com empregos temporários enquanto escrevia peças teatrais e histórias como Pentesileia, A Marquesa de O..., Michael Kohlhaas e O Terremoto no Chile. Em 1807, Kleist é mantido prisioneiro por seis meses na França. Saindo da prisão, vai para Desden onde lança a revista literária Phöbus em janeiro de 1808. Em 1810 publica seu primeiro de contos e no mesmo ano funda o jornal Folha da Tarde Berlinense, que tem sua publicação suspensa em 1811 devido à censura.

    Assine nossa Newsletter

    Ver Carrinho Realizar Pagamento