Carregando... Aguarde...
  • Imagem 1

Na baía

R$ 23,90
SKU: 9788561578718
Qtd
    Simule seu frete Calcular
    Compartilhe

    O sol nasce e a baía de Crescent está encoberta por uma névoa branca vinda do mar. As ovelhas são conduzidas por um velho pastor e seu cão. Stanley sai em disparada para ser o primeiro a nadar, e surpreende-se que Jonathan já esteja lá. E o dia vai acontecendo, pulando de personagem em personagem no atravessar das horas, o café da manhã na casa dos Burnell, as brincadeiras das crianças, o lazer das mulheres na praia, até o anoitecer na janela de Beryl. Dividido em treze capítulos curtos, as impressões multifacetadas de um dia de verão vão desenhando um quadro em constante movimento. A compreensão que um e que outro têm do seu entorno é, por vezes, dissonante. Com a morte de seu único irmão na guerra, na França, Mansfield passou a escrever mais sobre sua infância e seu país natal. Publicado pela primeira vez em janeiro de 1922 no jornal London Mercury e depois na coletânea "A Festa ao Ar Livre", "Na baía" é uma obra representativa da fase mais madura da escritora. Esta é a primeira edição solo da novela no Brasil.

    Este produto não recebeu nenhum comentário até agora. Seja o primeiro e enviar um comentário para este produto!

    Escreva seu próprio comentário para o produto

    Katherine Mansfield Beauchamp nasceu em Wellington, Nova Zelândia, em 1888. Em 1903 mudou-se com as irmãs para Londres para estudar violoncelo na Queen’s College. Mansfield pensava em se tornar violoncelista profissional. Passou a contribuir para o jornal da universidade, tornando-se editora. Depois de terminar a faculdade, voltou para Nova Zelândia e só então começou a escrever contos. Seu primeiro trabalho pago foi na Native Companion, da Austrália, já como K. Mansfield. Em 1908 retornou para Londres, em definitivo. Em 1910 contribuiu para a revista New Age e no ano seguinte publicou sua primeira reunião de contos, Numa Pensão Alemã. Conheceu John Middleton Murry, que viria a ser seu marido, ao submeter um conto para revista Rhythm, publicação na qual ele era editor. Seus anos de maior produção começam em 1916, e incluem o conto Prelude, escrito a pedido de Leonard e Virginia Woolf para a recém-fundada Hogarth Press. Suas outras publicações ainda em vida são Felicidade (1920) e A Festa ao Ar Livre (1922). Além de contos, a obra de Mansfield também conta com poesia, diários, cartas e cerca de 100 resenhas literárias. Morreu com apenas 34 anos, em 1923, seis anos depois de contrair tuberculose. Katherine Mansfield é a autora neozelandesa mais conhecida no mundo. Sobre seu trabalho Virginia Woolf disse: “É a única escrita que invejei”.

    Assine nossa Newsletter

    Ver Carrinho Realizar Pagamento