Carregando... Aguarde...
  • Imagem 1

Fazenda dos animais, A

R$ 27,90
SKU: 9786588410264
Qtd
    Simule seu frete Calcular
    Compartilhe

    Depois de o sr. Jones trancar os galinheiros e se recolher na sede da Fazenda Herdade, os animais se reúnem em volta do velho Major, um porco de doze anos respeitado por todos. Chegam os cavalos Boxer e Clover, a bela égua branca Mollie, a cabra Muriel, o burro Benjamin, o animal mais velho da fazenda, os porcos Napoleão, Bola de Neve e Guincho, as galinhas, os patinhos que Clover protege para não serem pisoteados. Camaradas, começa o Major, e todos o escutam hipnotizados. Ele fala das injustiças, de quanto trabalham e tão pouco recebem, da vida miserável que levam, que o homem é a única criatura que consome sem produzir. Ele não dá leite, não bota ovos, é fraco demais para puxar o arado, não consegue correr rápido o bastante para pegar coelhos. No entanto, ele é senhor de todos os animais. E, numa catarse coletiva, convida todos a entoar a canção Animais da Inglaterra, cuja letra evoca um mundo melhor. Das palavras do Major, que morre pouco tempo depois, é gestada a Rebelião, sob a liderança dos porcos. Sr. Jones é expulso e a fazenda passa a se chamar Fazenda dos animais. Bola de Neve, das lideranças mais ativas, escreve na parede do celeiro Os Sete Mandamentos, um resumo do Animalismo, um sistema completo de pensamento que os três porcos líderes elaboraram a partir dos ensinamentos do Major. O último deles e o mais importante é: Todos os animais são iguais.

    As relações de poder entre os animais, a invenção do passado como forma dominação, o uso da força, a usurpação de pequenos privilégios transfiguram o sonho que vai se esvanecendo dando lugar a uma realidade dura para grande parte dos animais.

    Das obras mais populares e poderosas do século XX, a fábula de fundo antitotalitarista de Orwell, que era socialista, foi usada na Guerra Fria como propaganda contra os países da Cortina de Ferro. Nesse contexto, foi publicada a primeira edição no Brasil em 1964.

    Este produto não recebeu nenhum comentário até agora. Seja o primeiro e enviar um comentário para este produto!

    Escreva seu próprio comentário para o produto

    GEORGE ORWELL nasceu Eric Arthur Blair, em 25 de junho de 1903, em Motihari, Índia. Em 1911 a família muda-se para a Inglaterra. Cursa a Elton College, uma escola de elite, de 1917 a 1921. Em 1922, ingressa na Polícia Imperial Indiana em Myanmar, ficando até 1927, quando volta para a Inglaterra. Vive na pobreza em Londres, depois em Paris, experiência descrita em seu primeiro livro Na pior em Paris e Londres. Em 1934 publica seu primeiro romance, Dias na Birmânia. Casa-se com Eileen O’Shaughnessy em 1936. Em 1937, junta-se às forças republicanas para lutar contra o fascismo na Guerra Civil Espanhola e é gravemente ferido no pescoço. Em 1938 é internado devido à tuberculose, doença que faz com seja rejeitado para ir ao front como soldado, na Segunda Guerra Mundial. Em 1943, torna-se editor do jornal The Tribune. Em 1945, ano em que sua esposa morre, Orwell publica Animal farm: a fairy story, livro que sairia no Brasil em 1964 com o título que se estabeleceria aqui: A revolução dos bichos. A fazenda dos animais teve sucesso imediato, e se tornaria um dos livros mais lidos do século XX. Em 1949, publica o poderoso 1984, livro icônico da literatura mundial. Também autor de ensaios e artigos agudos sobre política e o mundo, George Orwell morre em janeiro de 1950, vítima da tuberculose. Sua obra contêm visões críticas pujantes do totalitarismo, que ele percebeu e entendeu como poucos, e das injustiças sociais, que ecoam até os dias atuais.

    Assine nossa Newsletter

    Ver Carrinho Realizar Pagamento