Carregando... Aguarde...
  • Imagem 1

O homem que queria ser rei

R$ 23,90
SKU: 9788561578497
Qtd
    Simule seu frete Calcular
    Compartilhe

    Os amigos Peachey Carnehan e Daniel Dravot são dois aventureiros ingleses que perambulam pela Índia do século XIX praticando pequenos truques e trapaças para ganhar a vida. Quem narra suas histórias é um jornalista, editor de um jornal local, que os conhece por acaso numa viagem de trem. Meses depois, os dois procuram o jornalista nas vésperas da partida para a grande aventura de suas vidas: tornarem-se reis do Cafiristão, um lugar no mundo em que dois homens fortes podem reinar. Cheia de referências à maçonaria e uma alegoria clara do imperialismo britânico, O HOMEM QUE QUERIA SER REI é uma das histórias mais famosas da literatura de aventura. A excêntrica jornada dos fascinantes personagens apresentados por Kipling tem seu início numa caravana em que um vai disfarçado de monge, e o outro de criado. Atravessam fronteiras com fuzis escondidos, cruzam com povos de hábitos, costumes e crenças que lhes são estranhas, e vão se impondo, sem saber que o que fazem é se equilibrar numa tênue linha que separa o trinfo da tragédia.

    rudyard-kiplin.jpg

    Este produto não recebeu nenhum comentário até agora. Seja o primeiro e enviar um comentário para este produto!

    Escreva seu próprio comentário para o produto

    Rudyard Kipling nasceu em Bombaim (atual Mumbai), na Índia, filho de pais britânicos, em 1865. Aos seis anos foi levado à Inglaterra e colocado num internato em que permaneceu por cinco anos, experiência que o marcou de forma negativa. Em 1882 regressou à Índia e começou a trabalhar como jornalista. No final da década de 1880 suas histórias curtas começaram a circular em edições baratas para passageiros de trem, revelando sua profunda identificação com o povo e paisagem indianas. Já escritor conhecido, casou-se com Caroline Balestier em 1892 e morou por um curto período nos EUA. Retornou à Inglaterra após a sua filha, Josephine, morrer de pneumonia. Nos anos que se seguiram, Kipling escreveu alguns dos seus mais conhecidos livros e poemas, incluindo o “Livro da selva” (em que está o personagem Mogli, retratado no desenho lançado pela Walt Disney Company em 1967), “Kim” e “Gunga Din”. Em 1907, tornou-se o primeiro inglês e o escritor mais jovem, a ganhar o Prêmio Nobel de literatura. Depois de seu filho John morrer na Primeira Guerra Mundial, a produção literária de Kipling diminuiu drasticamente. Ele morreu em Londres em 1936. Por sua identificação com o imperialismo “civilizatório” britânico, sua obra – que incluí o famoso poema “Se” escrito para o filho – também foi alvo de críticas, mas em medida menor que as paixões que despertou em gerações de leitores do mundo inteiro.

    Assine nossa Newsletter

    Ver Carrinho Realizar Pagamento